Muitas vezes as pessoas que mais estimamos desejam, inconscientemente, que a gente não se dê bem. Pode nem ser uma questão pessoal, mas o reflexo de uma personalidade fraca, que não têm o mínimo de autoestima para aceitar que o outro seja feliz e tenha sucesso.

E como é frustrante quando chegamos empolgados para contar para alguém que tanto estimamos sobre um grande feito nosso, uma sorte repentina ou uma conquista tão sonhada e, então, a pessoa dá aquele sorriso amarelo e sem graça de quem se feriu com o que acabamos de contar.

Pior é quando ela se abate, fica triste com a nossa felicidade, mostrando que tudo de bom que acontece com a gente lhe faz mal. Dependendo de quem for, esmaga nosso coração. Se for um familiar ou um amigo que tanto amamos, a vitória perde a importância. E isso cria um sentimento negativo dentro da gente, em relação às nossas próprias capacidades, que pode gerar uma postura de autoboicote sem que a gente nem perceba. Por exemplo, se a percepção que você tem é a de que alguma pessoa que você ama se incomoda com a sua felicidade, você pode, inconscientemente, abrir mão de conquistar para não perder esse amor.

Então, criamos pensamentos que nos afastam do sucesso, ou sempre quando estamos perto de alcançar o que tanto almejamos, damos um jeito de nos sabotar e, assim, não decepcionar quem não consegue nos ver bem. Nos tornamos infelizes para agradar quem amamos e nos transformamos em um modelo de perdedor que se encaixa no que tais pessoas esperam da gente para se sentirem melhor consigo mesmas.

Mas não podemos levar a culpa pela vida frustrada que os outros levam, por sua falta de coragem, de empenho e dedicação. Embora o mundo esteja muito egoísta para aceitar o sucesso dos outros, devemos manter nosso prumo e ter orgulho do árduo trabalho que tivemos para chegar aonde estamos. Não podemos ceder a chantagem emocional seja de um pai, uma mãe ou quem for.

Uma pessoa que não foi feliz deve fazer de tudo para que a história de quem ela ama seja diferente da sua porque assim age quem estima. Ela não pode deixar que a inveja fale mais alto e sua felicidade se torne um tormento para a vida dela. E você, por pura generosidade, não pode deixar que a fraqueza alheia lhe contamine, desanimando seu ímpeto de correr atrás dos próprios sonhos, de alcançar o sucesso e ser feliz.

Não é fácil, mas se afastar de quem lhe puxa para baixo é a melhor solução, porque, querendo ou não, somos influenciáveis, e se desejamos agradar alguém que nos quer mal, certamente nos faremos mal. Livre-se agora de qualquer estigma de fracasso. Dessa crença de que na sua vida tudo dá errado, de que você nunca vai chegar aonde quer ou conquistar seus sonhos. Pelo contrário, aonde quer que você esteja, em que tempo seja, lute todos os minutos do seu dia por paz e felicidade.

É exatamente o que o cosmos espera de você. É por isso que os anjos lhe deram a vida. Afinal, num mundo repleto de pessoas querendo nos ver na pior, ser feliz faz de você um ser especial, exatamente como o universo lhe planejou.

Compartilhar

RECOMENDAMOS



Luciano Cazz
"Luciano Cazz é publicitário, ator, roteirista e autor do livro A TEMPESTADE DEPOIS DO ARCO-ÍRIS." Quer adquirir o livro? Clique no link que está aí em cima! E boa leitura!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here