Existem algumas pessoas no mundo que sempre se importam em fazer os outros se sentirem bem, que podem mudar seu humor mil vezes por dia, dependendo do que acontece.

O ambiente circundante tem uma forte influência sobre elas. Na psicologia, elas são chamadas de pessoas altamente sensíveis; elas sentem mais os impulsos externos, mas também têm a característica de sentir o que para os outros passaria despercebido.

Pessoas altamente sensíveis são pessoas preciosas: elas têm uma sensibilidade e gentileza únicas que, juntamente com outros 4 “superpoderes”, determinam sua raridade no mundo.

Pessoas altamente sensíveis experimentam emoções e sensações desconhecidas para os outros. Embora essas pessoas muitas vezes passem por momentos de fragilidade e devam constantemente tentar não ser muito desequilibradas pelas forças estéreis, elas possuem “superpoderes”, os dons que as tornam únicas e especiais. Aqui estão quais são esses superpoderes:

1. O dom do refinamento: pessoas altamente sensíveis geralmente apreciam coisas que são indiferentes aos outros. Elas ouvem música impopular, admiram mais a natureza, lêem livros pouco conhecidos. Elas têm uma personalidade rica e incomum, um charme que dificilmente pode ser evitado.

2. O poder da introspecção: pessoas altamente sensíveis têm uma capacidade muito profunda de introspecção. Isso permite que elas sejam fortes em momentos de fraqueza, por exemplo, quando há uma dor a ser superada. São pessoas que se conhecem muito bem, por isso conseguem encarar mesmo nas situações mais difíceis.

3. O poder de um grande coração: essas pessoas têm uma sensibilidade marcante em todos os aspectos da vida: pessoas, natureza, animais. Isso as leva a ter um profundo respeito pelos relacionamentos humanos e a desenvolver uma gentileza que as distingue da multidão.

4. O dom de sonhar: graças à sua extrema sensibilidade, elas conseguem dialogar também com os estados mais profundos da consciência. Isso as leva a experimentar sonhos particularmente vívidos e reais, que geralmente influenciam o estado de vigília. O repouso, particularmente o descanso noturno, é muito importante para uma pessoa altamente sensível, porque aqui ela encontra paz e descanso.

Todos esses “poderes” também podem se voltar contra elas: ser extremamente sensível a estímulos internos e externos é um fardo que pode causar cansaço e melancolia; a pessoa se sente instável e não controla a própria existência.

Muitas vezes, as pessoas altamente sensíveis acham difícil se relacionar com os outros: importando-se excessivamente com eles, elas podem alterar a naturalidade do relacionamento. Elas não têm uma vida bem organizada, porque muitas vezes perseguem sonhos perdendo a visão da realidade.

Para pessoas altamente sensíveis, a vida é uma construção contínua de um escudo que pode defendê-las de influências externas, enquanto tenta manter essa sensibilidade e delicadeza das quais se orgulha.

 

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here