Chegar aos 40 anos significa atingir a metade da vida. Isso em termos, claro, pois ninguém sabe a hora da partida e muitos sequer chegam aos 40 anos. De qualquer forma, completar essa idade é um marco para a maioria das pessoas. É nesse tempo que você compreende que não é mais jovem. Mas também não é idoso.

Para muitos dos seus sonhos você se acha velho, muito embora ainda não tenha um cartão de descontos para aposentados na farmácia. Fica difícil aceitar que o mundo não está mais aos seus pés… Ontem estava, hoje não mais.

Começa a pensar na finitude da vida, mas logo espanta esse pensamento. Zonzo, você quer agir! E deseja ardentemente se dedicar àquilo que realmente importa. Àquilo que faz vibrar o corpo e a alma. Quer sentir que está vivo. É como se a sua última oportunidade de dar uma guinada estivesse ali, na sua frente.

Você é todo dúvidas e reflexões. Compreende que o tempo não é mais seu aliado. Lembra daquela música antiga que tantas vezes você cantou e se identificou: “temos todo o tempo do mundo… somos tão jovens…” Mas você já não se enquadra mais nela. E depois de um período perdido em meio ao temporal, seus pensamentos começam a clarear. Afinal, chegar na metade da vida pode ser maravilhoso. Porque te coloca de frente para o espelho. Você de frente para você. E o pior: você sem roupas!

Você vai analisar sua vida, vai sofrer com seus erros, vai valorizar seus acertos. Vai botar tudo, tudinho, na balança. E vai encontrar equilíbrio. Isso não é simplesmente perfeito? Você será alçado a um patamar na existência em que apenas investirá seu precioso tempo e energia naquilo que realmente importa. Vai olhar o mundo com mais calma, lentidão, demora.

Buscará ao máximo a leveza, a beleza, o prazer em tudo que faz. Vai voltar a fazer planos. Ambiciosos! Mirabolantes talvez. Mas tudo bem: Você tem 40 anos e já não teme. Você está maduro. Pronto, recauchutado e reabastecido para seguir a caminhada!

Se você já chegou aos 40, sabe bem do que estou falando. E se posso ousar a lhe dar algum conselho, é que se jogue na vida. Mas se jogue sem pudor! Se ainda não chegou, espere. Guarde esse depoimento para o dia em que os 40 anos baterem em sua porta. Não dizem por aí que a vida começa aos 40? Pois pode acreditar: dizem isso e não é à toa! Depois da crise vem a luz e a gente renasce, se reinventa. E começa tudo outra vez… Só que em uma versão melhorada de nós mesmos.

(Imagem: Kyle Loftus)

Compartilhar

RECOMENDAMOS




DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here