Tão importante quanto dar espaço para os outros é fazer com que respeitem o nosso próprio. Se for necessário, devemos nos afastar para nos proteger, sabendo que é o melhor para nós.

A sábia ação de dar espaço é um dos atos mais acertados que todos deveríamos pôr em prática. O que as vezes é confundido com covardia.

Respeitar o outro, é oferecer refúgios nos quais favorecer o crescimento pessoal de todos que nos rodeiam.

Quando isso não se cumpre, quando são os demais que não respeitam nossos espaços, nossos direitos e necessidades, nós é que teremos que dar distância e nos afastarmos.

Fazer isso não será reflexo de covardia, mas de sabedoria, porque quando proíbem nossos recantos privados, esses lugares de nossa mente onde abrigamos sonhos, necessidades e valores, estão atacando nossa identidade e autoestima.

É importante levar isso em conta. Por isso, convidamos você a refletir sobre os seguintes aspectos:

A necessidade de dar espaço para favorecer a liberdade pessoal não é covardia

Começaremos destacando algo importante. Com “dar espaço”, não nos referimos apenas a permitir uma distância física interpessoal. É um conceito que vai mais além e que fica definido da seguinte forma:

Leia mais: Afastar-se de pessoas conflitivas melhora a saúde e a alma

– Dar espaço é permitir que uma pessoa tenha voz própria, opinião, que defenda seus próprios valores e que eles sejam respeitados.

– Respeitar espaços é também favorecer o crescimento pessoal do outro. É dar-lhe asas para que alcance seus sonhos, sendo o mesmo em todo momento, sem que queiramos impor nossas crenças e escolhas.

É comum que tanto nas relações entre pais e filhos como nas afetivas tenhamos a tendência, às vezes, de infringir muitos desses espaços privados dos quais toda pessoa deve dispor. Vejamos isso em detalhes.

O espaço familiar e o espaço privado

Educar não é controlar nem monitorar cada passo ou escolha de nossos filhos. Cada criança dispõe de uma personalidade, de seus sonhos e aspirações, que devemos respeitar.

Leia mais: A dinâmica familiar

– Se nos empenharmos em que sejam “como desejamos”, estaremos violando por completo seus espaços privados, seu crescimento pessoal e emocional. Isso não é adequado.

– Uma família deve desfrutar desses espaços comuns nos quais falar, orientar, aconselhar, mas, mais tarde, cada membro tem pleno direito de ter seus valores e alcançar seus sonhos.

O espaço do casal e o espaço individual

Ser um casal é criar um espaço em comum onde não deixemos nunca de sermos nós mesmos. Apesar de toda relação dever aprender a conciliar essa complicada conjunção, apenas aqueles que o conseguem mantêm uma convivência satisfatória e duradoura.

Leia mais: “O casal perfeito” – Lya Luft

O espaço do casal é aquele que compartilhamos, construindo projetos de futuro para fortalecer o compromisso, exaltando esses valores que nos unem e chegando a acordos.

Por sua vez, cada membro do casal deve ter seu próprio espaço privado onde continuam a se formar como pessoas, com seus projetos profissionais, com suas amizades, seus ideais, esses que o companheiro não pode atacar ou destruir.

Quando atacam meu espaço pessoal, defendo-me

Imagine que, ao seu redor, existam alguns muros invisíveis cuja função é a de proteção. Em seu interior está você, com tudo o que o define e faz feliz.

– Seus valores.
– Sua experiência adquirida e o aprendizado que você obteve a partir dela.
– Seus sonhos.
– Suas vitórias, das quais você se sente orgulhoso.
– Sua autoestima.
– A imagem que você tem de si mesmo e com a qual você se sente satisfeito.
– Seus relacionamentos com as pessoas de quem você gosta e que são importantes para você.

Leia mais: Estou na idade em que não me importa o que os outros pensam de mim

Imagine agora que seu companheiro, um colega de trabalho ou irmão começa a atravessar esses muros e ataca um a um cada tesouro que você esconde em seu interior e que o define: critica seus valores, seu corpo e ridiculariza o tipo de amizades que você tem.

O que está acontecendo? Estão invadindo e violando seu espaço pessoal e, portanto, você precisa se defender. Explicaremos como.

Formas de defender seu espaço pessoal

– Deixe claro que ninguém tem o direito de ultrapassar esses limites. Isso é algo que precisam saber desde o começo. Se nos calarmos hoje, amanhã e depois, no final, terão atravessado demais esses limites e a sua autoestima estará prejudicada.

Leia mais: Quem precisa de limites? Questões subjetivas

– Se invadirem seu espaço pessoal, busque um “espaço de segurança”, ou seja, imponha uma distância e afaste-se de tudo que lhe faz mal. Caso contrário, deixaremos de sermos nós mesmos e ficaremos tão vazios que nos tornaremos uma sombra do que somos. Não vale a pena.

– Dar espaço e se afastar jamais será um ato de covardia, muito pelo contrário. Quem é capaz de deixar para trás o que faz mal age com a sabedoria e a valentia típicas das pessoas que são capazes de defender a si mesmas, cuidando de sua autoestima.

Recomendamos colocar isso em prática hoje mesmo, defender seus espaços pessoais, assim como respeitar os dos demais.

(Fonte: melhorcomsaude.com)

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA