Moço mude essa cara. Você não precisa abrir seu melhor sorriso forçado para provar nada a ninguém. É bonito ver sua força de vontade em ao menos demonstrar estar bem, mas não é nem um pouquinho legal a forma como esse riso escancarado se desmancha em um suspiro profundo e olhos baixos cada vez que um novo assunto surge.

Sente-se, vamos conversar; você está precisando disso. Se quiser se deitar fique à vontade; sei que não irá dormir, pois quando nos falta algo os dias e noites são feitos para pensar e pensar, e não para recostar e dormir.

Soube que a viu dias atrás. Ela está linda, não? Os cabelos parecem ter vida própria quando empurrados pelo vento, e os olhos de ressaca agora parecem duas esmeraldas refletindo o brilho do sol. Não é de se estranhar que você tenha se apaixonado antes mesmo de saber seu nome. Estranho seria não se encantar pelos contornos de um corpo que mais parece ter sido esculpido pouco a pouco, até ser tão delicado quanto uma pétala de jasmim, e tão curvo quanto as estradas da vida.

Ela mais parece poesia escrita à beira mar, recitada sob a luz de uma vela em noite de lua cheia. Como não se envolver, não é mesmo?

Hey, olhe para mim… Esse sorriso bobo que agora se abre verdadeiramente em seu rosto torna evidente o quanto ainda a ama.

Lembro de uma vez ouvi-la falar sobre como tudo está interligado. A seu ver, toda a criação é parte de um sistema onde as dores de um são refletidas nos dias do outro. Sua loucura é de uma sabedoria inimaginável! Tão profunda quanto o oceano atlântico, tão imensa quanto à via Láctea.

Sim, eu sei, não é fácil revirar a bagunça que se instalou aí dentro, mas é preciso leva-lo a refletir sua ausência para que então você perceba que apesar dos meses passarem depressa você ainda não a esqueceu. Compreenda: enquanto o fato de seu nome ser pauta de uma conversa lhe der náuseas e saudades ao mesmo tempo, você não a terá esquecido.

Enquanto algumas noites forem tão imensas que lhe der vontade de sair da cama e ir ao seu encontro; enquanto ouvir “a Thousand years” e a letra da música fizer tanto sentido que mais parece que foi escrita por suas próprias mãos; enquanto fechar os olhos e ver seu rosto; enquanto ouvir sua voz em meio à multidão sem que ela esteja lhe chamando; enquanto seu riso for uma curva forçada, dessas que a gente faz com os pés no freio e na embreagem com medo de perder o controle, você não a terá esquecido.

Leia Mais: Recomeçar

Você não conseguirá amar verdadeiramente outra garota enquanto o nome dela estiver gravado em seu coração. Você não dará conta do recado de usar a camisa que ela tanto gostava sem se lembrar desse detalhe. Você não será capaz de estar bem com você mesmo enquanto souber que lhe falta a peça mais importante do quebra-cabeças.

E isso não é ruim, não, não é mesmo. Isso apenas comprova que o que vocês viveram juntos foi verdadeiro ao ponto de se eternizar dentro de você. Toda essa rotina de acordar após sonhar com suas mãos acariciando seu rosto, e enfrentar o mundo como se nada estivesse lhe corroendo é o resultado de um amor que foi intenso, verdadeiro, forte e bonito enquanto conseguiu se sustentar.

Respire; a culpa não foi de ninguém. Às vezes quando menos imaginamos a vida nos surpreende com uma súbita separação. Tão de repente quanto um relâmpago corta o céu em dia de tempestade, o destino corta nossa alma com a dor de caminhar sem a segurança das mãos que nos guiavam. Está tudo bem; vocês apenas têm de caminhar uma distância separados para aprender alguma coisa antes de novamente poder caminhar juntos.

O que preciso lhe dizer é que fingir estar bem não muda a situação. Abrir um sorriso amarelo para o mundo e imaginar ser a grande muralha da China que mesmo após tremores permanece em pé não vai solucionar seu problema. Pelo contrário, isso apenas o fará desmoronar na hora do banho, e perder noites de sono à espera de uma mensagem que possivelmente não chegará.

Permita-se sentir a falta que lhe faz recostar a cabeça em seu peito e sentir suas mãos percorrendo o contorno de seu rosto enquanto os olhos se encontram. A tristeza também é um sentimento, e como tal, merece ser sentida. Dê ao seu coração o tempo que ele precisa e merece, e quando pensar ser o fim do mundo, saiba que não é. Você é forte, mas ainda precisa aprender um pouco de si mesmo antes de dividir os dias com quem ama. Mas antes de qualquer coisa, saiba que fingir que a esqueceu não mudará a situação.

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Raquel Gonçalves

Há quem diga que os olhos são a janela da alma, então, no meu caso, eles são uma janela bem grande e aberta. Amante das artes, do universo e das palavras, necessito de música para viver, dos astros e estrelas para pulsar e dos versos para existir.
A publicidade me escolheu; por isso anuncio paz, promovo sorrisos e transmito intensidade.
Sou colunista do Fãs da Psicanálise.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here