O assunto político tem tomado grandes proporções ultimamente. As mídias sociais estão repletas de revoltas contra os políticos em geral e afirmações extremas sobre os mesmos, o ódio contra a corrupção que afeta a população é mais do que aceitável, é necessário.

As páginas nas redes sociais pedindo impeachment (mesmo que escrito errado) da presidente e esbravejando contra a corrupção dos poderosos ganham milhares e milhares de seguidores todos os dias e defensores mais que calorosos. Pessoas que votaram em um candidato se sentem superiores e adoram gritar aos quatro ventos que não colaboraram com o caos regrado à corrupção que temos vivido atualmente. Será?

Quando nos perguntamos o porquê de ser praticamente impossível encontrar um candidato com a ficha limpa bem posicionado no Brasil, dificilmente obtemos respostas. O problema em geral está na população. É isso aí, somos nós mesmos, que não apenas tememos o desconhecido como colaboramos diretamente para a corrupção geral.

Sabe aquele dinheiro que você, mesmo vendo o rapaz derrubar, botou no bolso correndo antes que ele percebesse que caiu? Aquele dinheiro que, ao dar o troco, o atendente do supermercado te passou sobrando e você manteve silêncio e se sentiu satisfeito, sortudo? Àquele produto que você comprou baratinho mesmo desconfiando que era roubado, àquela prestação que você espera “caducar” no sistema de proteção de crédito e não pretende pagar nunca? E aquele dia que você fingiu estar dormindo no banco colorido do ônibus para não precisar ceder o lugar para a gestante ou o idoso que entrou? Você entrou pelas portas traseiras do ônibus se sentindo o maioral e ainda é cheio de desculpas? Pois é. Sabia que os políticos corruptos também inventam um monte de desculpas para justificar seus atos? Você é tão corrupto e egoísta quanto os odiosos políticos que você acusa com tanto ardor.

Você sai por ai, esbravejando contra todos e se sentindo vítima da corrupção que você mesmo alimenta, mas está sempre tentando levar vantagem em tudo. A diferença entre você e os nossos políticos é que você tem menos poder. Do contrário, seria mais um se divertindo com o dinheiro público. Se você aproveita todas as oportunidades, mesmo que incorretas, para se dar bem nas situações, comece a pensar em suas atitudes antes de sair acusando por aí. Vamos aprimorar nosso próprio caráter para garantir melhores pessoas no poder futuramente, a começar por nós mesmos?

(Autora: Jannine Dias)

(Fonte: provocacoesfilosoficas)

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

4 COMENTÁRIOS

  1. texto lamentável, o exemplo vem de cima . Quando nao existe civismo e patriotismo, ninguém se importa com nada. Veja o que se ensina nas escolas. Muitas vezes quem deve num país de 12 milhões de desempregados, não tem como pagar. Temos diversos casos e lixeiros,civis devolvendo dinheiro achado, as vezes sem ter o que comer. Se queremos essa educação de respeito, devemos focar na educação. Essas feministas que fazem coco na porta da igreja,,correm pelada no meio da rua , é educação? Precisamos de mudança de sistema governamental e um ânimo ao povo que respeitará a Pátria que também o respeita.

    • Mas, de onde vem os políticos que elegemos? Nascem por geração espontânea? Não. São gerados no meio da sociedade, no meio do povo. Não devemos nos esmerar nas atitudes de “cima” porque elas se apresentam constantes em todos os lados. Enquanto não nos reconhecermos corruptos, que usamos desse artifício para que nos beneficiemos, não temos moral em criticar as atitudes de quem nos representa se não fazemos jus ao que realmente repudiamos. É a velha lei do “levar vantagem em tudo”: enquanto é benéfico a mim e a quem tenho, não preciso ponderar e me preocupar. Agora, quando passa a não me favorecer, vou bronquear, “exigir meus direitos”. Tudo isso é uma questão de conscientização e autocrítica que devemos aprender a realizar para que realmente possamos nos comprometer no combate à corrupção. Para nós, o errado é sempre o outro. Nós somos os justos, castos e probos.

  2. “Você é tão corrupto e egoísta quanto os odiosos políticos que você acusa com tanto ardor.”

    Poxa vida mas que comparação. Obviamente que uma atitude escrota de ocupar assento de deficiente, mesmo não sendo um, colabora para um caso de corrupção que some com mais de 200 bilhões de reais todos os anos não é mesmo? Tal dinheiro que deveria ir para os hospitais, segurança, educação, acaba colaborando para uma matança generalizada da população brasileira. Então se vc sentou na vaga para pessoas idosas, gestantes, ou deficientes, vc também está no mesmo barco que os corruptos que roubam bilhões por ano e matam milhares todos os anos. Tá todo mundo no mesmo barco, sendo assim, quem estacionou alguma vez em uma vaga para deficiente, algo cuja a penalidade é uma multa e pontos na CNH, não tem moral nenhuma pra criticar corruptos genocidas, mesmo que tal atitude (criticar) seja algo necessário conforme a matéria.
    O textinho com segundas intenções… Deixando bem claro! Texto feito para desmoralizar a sociedade. Isso colabora para o aumento da corrupção, pois como que vc vai criticar alguém que rouba bilhões e mata milhares, se vc está no mesmo barco?

    Não estou querendo dizer que essas atitudes da sociedade em geral não deva ser criticada, mas comparar elas com esquemas de corrupção bilionários é de uma desonestidade sem tamanho!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here