Quando queremos que uma pessoa permaneça em nossas vidas somos capazes de tudo, não é mesmo? Não há oceano grande demais para ser atravessado, nem escada com degraus suficientes para evitar a subida.

Não posso dizer isso com certeza absoluta, mas creio que o amor ou a paixão…

O encanto ao redor dessa pessoa é suficiente para nos fazer pensar que não há nada impossível de se realizar para que enfim, o desejo de estar ao lado do fulano ou da fulana seja uma realidade, e não apenas um sonho desses que sonhamos em pé e muito bem acordados.

Em tempos de comunicação essa incessante busca por estar presente só aumenta. Com tantos celulares, redes sociais e e-mails disponíveis, porque esperar?

Você pode enviar uma mensagem no whatsapp, e outra pelo Messenger, e assistir aos stories do Instagram, e para casos mais extremos, pode ainda enviar um e-mail, só para garantir que esteja tudo bem, e que essa pessoa vai se lembrar de te responder.

Tudo bem se você fez isso; eu também já fiz, e foi assim que eu percebi que se aquela pessoa quisesse me dar seu tempo, ela estaria dando, e não fingindo demência para minhas muitas mensagens e sinais.

Eu sei, é muito difícil conter a enorme vontade de enviar uma mensagenzinha, como quem não quer nada, mas quando você conseguir fazer isso vai perceber que foi bem melhor assim.

Por que você não vai ficar horas e horas esperando por uma resposta que nunca vem, e também não vai investir seu tempo em ‘stalkear’ cada uma das redes sociais do cidadão – ou da cidadã – à procura de respostas, se iludindo com qualquer post, independente do assunto da publicação.

Faça um favor a você mesmo e pare de implorar por migalhas de atenção. Só ligue se tiver vontade e se souber que a outra pessoa também quer falar com você.

Quando os dois lados estão em sintonia, a conversa rola fácil, como se tivesse sido ensaiada antes, e você nem se dá conta de quanto tempo já passou, porque está ocupado demais dando atenção ao assunto que nunca acaba.

Se isso não estiver acontecendo, você saberá. Conversas pesadas se arrastam por alguns minutos, repletas de silêncios e de respostas curtas e até mesmo monossilábicas.

Quando um não quer, dois não conversam, não riem, e muito menos se entrosam. Saiba a hora de se retirar com elegância, antes que te chutem de lá.

Não gaste seu tempo enviando mensagens a uma pessoa que te responde quando quer, e que depois some, como se nunca houvesse visualizado.

Não dê o topo do seu coração a quem não lhe dá nem mesmo o topo das conversas recentes, quem dirá o das prioridades.

Se for preciso apague o número, não há nada de errado nisso. Errado é você continuar se desgastando por quem não se dispõe a reconhecer seus esforços.

Contenha-se e não vá falar com uma pessoa que está na mesma festa que você há uma hora, que já passou do seu lado inúmeras vezes e que em nenhuma delas disse ao menos “olá”. Se essa pessoa quisesse sua companhia, ela estaria conversando com você, e não fingindo que ainda não te avistou em meio à multidão.

Você merece mais que respostas curtas, pequenos sorrisos e mensagens recebidas apenas para pedir favores. Você merece reciprocidade, e isso é muito, então, não se recebe de quem prefere dar pouco.

Deixe de mendigar por atenção, de se sujeitar a ficar de canto durante uma conversa e de dizer a si que isso é normal.

Amor não é fingimento; amor é companhia. Deixe de ficar horas ou dias esperando por respostas, e de se alegrar por essa pessoa “ao menos ter respondido”. Deixe de se contentar com pouco, pois só assim você receberá muito.

O rumo que a sua vida precisa, apenas você é capaz de dar, então, dê hoje mesmo. Comece fechando as portas para toda e qualquer oportunidade de fazer papel de trouxa ao ir atrás de quem não dá um passo por você.

Lembre-se: o mundo é composto por milhões de pessoas; não é preciso ficar sofrendo pela falta de uma delas, principalmente se essa falta é sentida apenas por você.

Então dê a si uma nova oportunidade de ser feliz, saindo deste ciclo de muita entrega e nenhuma recíproca em que seu coração se encontra, e indo em direção a novas pessoas, novos lugares e principalmente novas (e únicas) oportunidades de ser feliz, recebendo muito amor, e muitas respostas sem cobrança.

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Raquel Gonçalves
Há quem diga que os olhos são a janela da alma, então, no meu caso, eles são uma janela bem grande e aberta. Amante das artes, do universo e das palavras, necessito de música para viver, dos astros e estrelas para pulsar e dos versos para existir. A publicidade me escolheu; por isso anuncio paz, promovo sorrisos e transmito intensidade. Sou colunista do Fãs da Psicanálise.

1 COMENTÁRIO

  1. E quando são pessoas da família ? Recebo migalhas de filhos , irmãs…. já cansei disso tudo…. recebo muito mais atenção de amigos do trabalho do que da família…. porque será que isso acontece ?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here