Crazy young man with the face of evil

O cérebro do psicopata está preparado para ir atrás de recompensas, qualquer que seja o custo, segundo um estudo da neurociência. Os cérebros dos psicopatas liberam quatro vezes mais dopamina em resposta às recompensas que as pessoas normais.

O Dr. Joshua Buckholtz, principal autor do estudo, disse:
“Os psicopatas são frequentemente considerados criminosos de sangue frio que aceitam o que querem sem pensar nas consequências. Descobrimos que um sistema hiper-reativo de recompensa com dopamina pode ser a base para alguns dos comportamentos mais problemáticos associados à psicopatia, como crimes violentos, reincidência e abuso de substâncias”.

Os psicopatas também são conhecidos por terem falta de empatia. Mas este estudo enfatizou seu forte foco na recompensa.

Dr. David Zald, co-autor do estudo, disse:
“Tem havido uma longa tradição de pesquisa sobre psicopatia que se concentrou na falta de sensibilidade à punição e falta de medo, mas esses traços não são particularmente bons indicadores de violência ou comportamento criminoso. Nossos dados estão sugerindo que algo pode estar acontecendo do outro lado das coisas. Essas pessoas parecem ter uma atração tão forte pela recompensa – a cenoura – que ela supera o senso de risco ou a preocupação.”

Os resultados vêm de um estudo no qual pessoas – algumas psicopatas – receberam uma dose de anfetamina, e depois tiveram seus cérebros escaneados. O objetivo era ver como os cérebros das pessoas reagiam ao estimulante.

O Dr. Buckholtz explicou:
“Nossa hipótese era de que os traços psicopáticos também estão ligados à disfunção nos circuitos de recompensa da dopamina. Em consonância com o que pensávamos, descobrimos que pessoas com altos níveis de características psicopáticas tinham quase quatro vezes a quantidade de dopamina liberada em resposta à anfetamina.”

Na segunda parte do estudo, os participantes tiveram seus cérebros escaneados enquanto recebiam uma recompensa monetária por realizar uma tarefa. Novamente, os psicopatas mostraram níveis muito mais altos de atividade cerebral em antecipação a obter a recompensa.

O Dr. Buckholtz disse:
“Pode ser que, por causa dessas respostas exageradas de dopamina, uma vez que eles se concentram na chance de obter uma recompensa, os psicopatas são incapazes de alterar sua atenção até conseguirem o que estão buscando”.

O estudo foi publicado na revista Nature Neuroscience ( Buckholtz et al., 2010 ).

(Fonte: spring)

*Tradução equipe Fãs da Psicanálise.

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here