“Hay que endurecerse, pero sin perder la ternura jamás”, Che.

Apesar das pressões morais, algumas legítimas, de muitos profissionais da área da saúde, a ocupação de psicanalista em nosso pais é livre e qualquer pessoa que possua nível superior pode entrar num programa de formação, clinicar e trabalhar legalmente com a psicanálise.

O estudo é aberto para todos os interessados. Isto quer dizer que a formação em psicanálise não é exclusiva dos médicos ou psicólogos.

Leia mais: Por que fazer psicanálise?

Porém, infelizmente, a psicanálise foi bastante divulgada em nosso país e inúmeras entidades pensando somente nos interesses financeiros passaram a ministrar cursos e desenvolver trabalhos sem qualidade o que acabou chamando a atenção de forma negativa para a técnica e formação psicanalítica.

Para saber se o curso de formação tem excelência é preciso ser cauteloso na escolha da escola.

Algumas dicas para quem tem interesse na formação são imprescindíveis, como se os membros da escola são analisados, se há grupos de estudos permanentes, quantas associações, núcleos ou escolas são associadas, qual base teórica… E por aí vai.

Leia mais: Há superficialidade em propagar a psicanálise?

Por ser uma educação livre muitos podem achar, erroneamente, que a formação em psicanálise é por etapa formal. Ledo engano.

Há, na verdade, uma série de critérios para que os estudantes tornem-se analistas. A principal delas é a análise pessoal dos candidatos. Sem isso, não importa se o sujeito fez cinco ou dez anos de estudos teóricos ou se tem três ou quatro faculdades, especializações, mestrado ou doutorado.

Isso é importante, mas a transmissão segue um protocolo universal que passa, sem sombra de dúvida, pelo consultório. Depois, a supervisão e o complemento teórico dão um toque especial na análise didática sobre a formação do analista.

Leia mais: A Argentina é o país com a maior concentração de psicanalistas do mundo

A formação livre em psicanálise parece, mas não é simples. Algumas escolas reconhecem os estudos de outras instituições e podem complementar a carga horária, mas isso depende dos didatas de cada escola.

Qualquer um pode candidatar-se a ser analista, desde que tenha nível superior e esteja em análise.

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Roney Moraes

Psicanalista; Especialista em Saúde Mental e Dependência Química; Mestre em Filosofia da Religião; Doutor em Psicologia (Dr.h.c); Doutorando em Psicanálise (Phd); Analista Didata da Escola Freudiana de Vitória (Acap); Ex-presidente e membro da Associação Psicanalítica do Estado do Espírito Santo (Apees); Coordenador do Centro Reviver de Estudos e Pesquisas sobre Álcool e outras Drogas (Crepad); Membro da Academia Cachoeirense de Letras (ACL). É colunista do site Fãs da Psicanálise.



2 COMENTÁRIOS

  1. ALGUNS DOS PRINCIPAIS PSICANALISTAS, COMO FREUD, POR EXEMPLO, NÃO DEFENDIAM A EXIGÊNCIA DE CURSO DE NÍVEL SUPERIOR COMO REQUISITO DE ACESSO AO CURSO DE FORMAÇÃO DE PSICANALISTAS. ESTA EXIGÊNCIA, ERRONEAMENTE, É DEFENDIDA COMO SENDO ALGO PRESERVADOR DA QUALIDADE DO CURSO E DO PRÓPRIO PROFISSIONAL, MAS A EXPERIÊNCIA TEM MOSTRADO SER FALSA ESTA EXPECTATIVA E DESNECESSÁRIA ESTA EXIGÊNCIA, TENDO EM VISTA OS ALUNOS INTERESSADOS NA FORMAÇÃO DE PSICANÁLISE COM APENAS O ENSINO MÉDIO (ENSINO BÁSICO EXIGIDO PARA QUALQUER CURSO REGULAR DE NÍVEL SUPERIOR NO BRASIL), TEREM DEMONSTRADO CAPACIDADE DE APRENDIZAGEM E COMPORTAMENTO ÉTICO NOS CURSOS DE FORMAÇÃO EM PSICANÁLISE. DURANTE MUITO TEMPO A PSICANÁLISE FOI FECHADA, HERMÉTICA, ELITISTA, CARA E EXCLUSIVISTA… DE UNS TEMPOS PARA CÁ (PRINCIPALMENTE DEPOIS QUE VÁRIAS “VERDADES” DELA FORAM DESMISTIFICADAS OU QUESTIONADAS), É QUE A MESMA TEM SE TORNADO MAIS ACESSÍVEL, TANTO NA SUA FORMAÇÃO, QUANTO NO QUE DIZ RESPEITO AOS VALORES COBRADOS NAS SESSÕES; SENDO QUE A INTERNET TAMBÉM CONTRIBUIU, ENORMEMENTE, PARA ISTO… A PSICANÁLISE NÃO PODE TER SEU VALOR “CIENTÍFICO E TERAPÊUTICO” BARATEADOS OU BANALIZADOS, PORÉM, EM NOME DUMA SUPOSTA QUALIDADE, A MESMA NÃO DEVERIA SER REFÉM DAQUELES QUE, PRETENSIOSAMENTE, QUEREM PATENTEÁ-LA, DÁ A ELA UM STATUS INADEQUADO OU DIFICULTAR SEU ACESSO (TERAPÊUTICO OU FORMATIVO)… COISAS QUE FREUD, COM CERTEZA, REPROVARIA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here