Ei! Você anda sofrendo muito, né? Anda se perguntando por que foi tão tolo(a) ou por que se deixou enganar. Talvez, esteja lamentando o relacionamento que não deu certo e o tempo que perdeu investindo em algo que não lhe rendeu frutos, pelo contrário, só te trouxe dor e uma tristeza tão grande que parece que você foi jogado num buraco muito fundo sem qualquer chance de ver a luz! Seja o outro quem for, teve o dom de tentar te apagar.

Então, como faço para recuperar meu brilho depois desse tombo enorme que me torceu o pé e me quebrou um dente?

Entenda: brilho não se perde. Uma vez que você o teve o terá para sempre e mesmo que alguém queira apagá-lo, ele não consegue! Tudo bem que, às vezes, a tristeza é tanta que nos tornamos um pouco foscos sim, mas, nunca totalmente sem brilho. Mesmo que você pense o contrário, seu brilho continua lá, onde ele sempre esteve: DENTRO DE VOCÊ.

Por alguma razão, (muitas vezes, tola razão), você permitiu que ele se apagasse, que ele diminuísse. O outro não fez isso sozinho, você foi o principal colaborador. Ninguém tira de nós aquilo que faz parte de nós, ou seja, seu brilho é seu brilho e criatura nenhuma no mundo o tira de você, mesmo que tente.

Dessa forma, preste atenção: seu brilho está aí.
Ele só quer que você pare de chorar, que você pare de lamentar o amor que se foi, a quebra na rotina, o coração partido. Seu brilho ainda está em você te dizendo que é preciso voltar à vida, é preciso voltar a brilhar!

Mas o tema deste artigo é “como recuperar meu brilho depois de um tombo”, certo? Mas agora você já sabe que seu brilho continua aí, ele não sai de você. Uma vez que você fez essa incrível descoberta, saberá então que, para voltar a brilhar basta que você assim queira.

Como querer? É só querer? Como? Como?

Nos mantemos no escuro o tempo que queremos. Mesmo que o tombo tenha sido enorme, que o baque tenha sido devastador, feito aqueles tsunamis que chega e destrói tudo… Ainda assim, você se mantém no escuro o tempo que escolher ficar. Ninguém te controla, ninguém manda em você, ninguém te domina. Você se domina, você se controla.

Mas eu não consiiiiigooooo!!!

Você grita de pavor.

Consegue sim.
É como uma magia. Se você quiser com muita força, você realiza mágica! Sua mente comanda seu corpo e comanda toda sua vida. Você escolhe. Eu posso escolher viver caída naquela passarela porque escorreguei ou posso me levantar e continuar a caminhar. A escolha é minha! A escolha é sua.

Quem brilha cega os opacos e, são justamente esses opacos, que de tudo fazem para que não continuemos a brilhar. Mas somos mais fortes, somos LUZES, somos DEUSES, somos VIDA. Somos capazes de brilhar a hora que quisermos e, sério, não é um tombo que te fará parar de brilhar, é?

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Cris Souza Fontês
Escritora, blogueira, amante da natureza, animais, boa música, pessoas e boas conversas. Foi morar no interior para vasculhar o seu próprio interior. Gosta de artes, da beleza que há em tudo e de palavras, assim como da forma que são usadas. Escreve por vocação, por amor e por prazer. Publicou de forma independente dois livros: “Do quê é feito o amor?” contos e crônicas e o mais espiritualizado “O Eterno que Há” descrevendo o quão próximos estão a dor do amor. Atualmente possui um sebo e livraria na cidade onde escolheu viver por não aguentar ficar longe dos livros, assim como é colunista de assuntos comportamentais em prestigiados sites por não controlar sua paixão por escrever e por querer, de alguma forma, estar mais perto das pessoas e de seus dilemas pessoais. Em 2017 lançará seu terceiro livro “Apaixonada aos 40” que promete sacudir a vida das mulheres.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here