Algumas pessoas apesar de externamente serem compostas por carne e osso como todas as outras, por dentro parecem ser revestidas de titânio, ou de qualquer outro material capaz de resistir aos impactos diários. É lindo ver sua força, persistência e coragem frente toda batalha que ousar se por em seu caminho.

Pessoas que dormem pouco, quase nada, e por vezes nem dormem. Pessoas que comem o que der, quando der, e que incrivelmente são saudáveis, bonitas e dispostas. Gente mais humana (ou meio alien, por que não?) que salta da cama de manhã e já diz bom dia pro mundo, como se nada fosse capaz de estragar as horas que estão por vir.

Gente que não se perde no caminho, que sempre sai na rua certa mesmo quando pega a errada, e que acredita firmemente que tudo está acontecendo por um propósito maior, que diz que as dores da vida são passageiras, e que anda na chuva sem medo de molhar o cabelo ou a bolsa.

Gente assim é admirável, em alguns momentos até invejável, de tanto coisa boa que flui e transmite, de tanto sorriso que abre enquanto vê o muro da casa desmoronar. Santo Deus, de onde vem tamanha felicidade e fé? A gente começa até a beber da mesma água, comer o mesmo arroz pra tentar ficar igual, mas por fim acaba parando, por perceber que a tal força não veio.

Mas há um porém nessa imensidão de confiança e serenidade. Há dias acordados em felicidade sob sorrisos e abraços, para se esquecer a noite passada em claro pensando nos problemas da vida, e até mesmo chorando baixinho com um café forte ao lado e as mãos enterradas no rosto cansado pelo trabalho e pelo medo de falhar como ser humano.

Há um corpo perfumado e bem vestido que acabara de sair de um banho longo, desses que a gente toma pra lavar a alma e deixar o peso do esgotamento físico e mental escorrer pelo ralo, por saber que agora a única opção válida é recomeçar, e fingir que tudo aquilo nunca aconteceu… O problema é que aconteceu sim, mas não há tempo para se perder chorando as próprias dores quando você é a fonte de alegria das vidas dos outros.

Leia Mais: Você pode ser mais forte do que a inveja dos outros

Há dias em que os nós na garganta se formam e começam a sufocar os pensamentos, levando embora a clareza das coisas, e dizendo repetidamente que você precisa fazer dar certo, afinal, você sempre deu um jeito, não pode desapontar a todos agora. E qualquer palavra contrária, por menor que seja, até mesmo na brincadeira, causa um estrago danado na gente! A insegurança vem bater à porta dizendo que talvez você esteja começando a não dar mais os resultados que dava antes, e isso é o suficiente para a gente se esquecer que é humano, e que tem o direito de se sentir cansado ou triste, nem que seja por apenas alguns minutos.

Quem é forte o tempo todo está acostumado a apoiar, mas nem sempre recebe apoio. É o primeiro a elogiar os amigos, por saber que isso fará diferença em seus processos de conquista, mas poucas vezes é elogiado. Reconhece o valor de cada gesto dos outros, mas quase nunca é reconhecido. Pensa para agir e falar, mas diariamente recebe duras palavras. Carrega o mundo dos outros nas costas, e empurra o próprio com a barriga.

E é ator, finge bem. Finge que não se importa, que não doeu, que não machucou, que não ficou triste pelo esquecimento do aniversário. Finge que não quer apoio e atenção, que não precisa de um abraço, que não passou da hora de chorar, que aguenta mais uma noite em claro e que a próxima decepção não será capaz de lhe arrancar o chão.

Finge que não gostaria de receber dos pais o incentivo que os irmãos recebem, pois já repetiu a si mesmo diversas vezes que não é incentivado porque é forte. Finge que não se sente inferior quando os amigos se reúnem e o deixam de canto, pois já disse a si próprio que os amigos não lhe dão tanta atenção porque afinal, é forte. E tudo bem se ninguém pergunta sobre seus problemas, ou sobre como foi seu dia. Tudo bem, porque ele é forte.

Tem uma parte nas pessoas fortes que funciona como um botão desligado, e essa parte é responsável por suas emoções mais profundas. Ali, são depositados os amores que não deram certo, as falsas amizades, os traumas de infância, as perdas dolorosas, os arrependimentos e os medos. Mas tudo isso fica escondido, invisível, porque quem é forte o tempo todo, não pode se mostrar fraco; isso é inaceitável, e quando acontece, assusta a todos.

A verdade é que ninguém é forte o tempo todo, a gente só se acostuma a conviver com problemas da melhor maneira que pode e nisso esquece de dar um tempo a si mesmo para absorver o que está havendo na própria vida. Mas a gente também precisa de abraços, de carinho, de conversa, riso fácil e ligação de madrugada. A diferença é que se não vem nós não deixamos de viver o dia, pois sabemos que a vida bate duro, mas só apanha quem não é forte.

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Raquel Gonçalves
Há quem diga que os olhos são a janela da alma, então, no meu caso, eles são uma janela bem grande e aberta. Amante das artes, do universo e das palavras, necessito de música para viver, dos astros e estrelas para pulsar e dos versos para existir. A publicidade me escolheu; por isso anuncio paz, promovo sorrisos e transmito intensidade. Sou colunista do Fãs da Psicanálise.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here