Escutando Tom Jobim cantando “Esse seu olhar”, me deu uma emoção muito grande ao imaginar os olhares à minha volta. Como é bom sentir que um olhar diz tantas coisas e nos traz emoções.

Não tem nada mais intimidador do que um olhar.

Leia mais: O segredo dos seus olhos

Um olhar pode ter várias traduções, pode nos encantar ou nos intimidar. Um olhar pode te vestir e te despir, pode te encantar e te arrancar lágrimas.

Um olhar quando se encontra com o outro, se cala para dizer verdades que as palavras não tem coragem.

Tem olhares que nos olham escondido, nos procuram no meio das pessoas, acham um pretexto de nos dizer em silêncio sentimentos secretos e desejos velados. Um olhar expressa sentimentos da alma.

Quando somos mais novos, os detalhes dos romances ficam à deriva, porque vemos o outro através de atitudes explícitas.

Leia mais: Quem não compreende um olhar…

Começamos a traduzir olhares quando descobrimos que é preciso abstrair as pessoas, e que seus segredos estão nos detalhes discretos dos gestos.

Tem olhares que insistem em nos paquerar. Tem olhares que nos beijam com carinho sem a intenção de algo mais. Tem olhares que nos intimidam, enquanto outros nos procuram na multidão, mesmo quando fingimos não perceber.

Um olhar traduz o que a alma está sentindo e expressa a essência. O olhar é a coisa mais linda entre os amantes; é a decisão de uma situação; e é o único que denuncia, sem fingimento, um gostar verdadeiro, uma magoa doída.

O olhar não se perde em fingimentos e nem olha à toa. Um olhar mostra sem inibição quereres e desprazeres.

Leia mais: Quando os olhos se tocam toda palavra é mal-dita

O olhar severo do meu pai sempre me intimidava, mas todas as vezes que os olhos dele se cruzavam com os meus, eu estava certa que também havia carinho, então era necessário apenas me silenciar e esperar pelo abraço. Além de severo, meu pai tem um olhar baixo quando está preocupado e quando está triste, sua pálpebra caída pela idade o denuncia.

Olhares…

Temos olhares e olhares… Tem olhares que não se mostram e não se decifram ficam ali mesmo parados, cerrados ou agitados, sem muitas expressões e explicações. São tímidos, retraídos, calados e suas mudezes incomodam e deixam muitas pessoas em dúvidas ou sem paciência.

Gosto de olhares que sorriem, de olhos que olham dentro dos meus e me acaricia sem qualquer palavra. Amo quando alguém explicitamente através do olhar me diz segredos que nunca os revelarei.

Leia mais: Adoro quem fala olhando no olho e olha bem o que fala

Um olhar vale mais do que palavras que muitas vezes traem nossos sentimentos. Um olhar não engana quando é íntimo e não seduz sem intenção de cumplicidade.

Escutando Jobim, pensando no meu pai, não tem olhar que resista as lágrimas de saudade. Te amo muito, pai! Mãe, o seu olhar silencioso me fala todas as vezes o quanto a senhora me ama. Amo vocês dois.

Compartilhar
Simone Guerra
Professora e colunista do site Fãs da Psicanálise.




SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA