Eu sempre sonhei com aquele boy maravilhoso que chegaria para somar, me fazer rir, dar altos rolês e transformar o tédio em curtição. Acredito que toda garota já se imaginou chegando linda num local cheio de conhecidos, enquanto segura a mão de um garoto perfeito que a paparica e reconhece o quanto sua companhia é ótima.

E somado a todos estes fatores há o sonho do amor à primeira vista, aquele em que os olhos se encontram abrindo um portal dimensional no universo que os leva direto a um mundo de amor feito só para os dois. Foi assim que o conheci; eu me apaixonei pelo sorriso, e acreditei firmemente que, se conseguisse ser a namorada do garoto mais topzera que já havia visto, seria feliz.

Mas a vida real não compreende que os sapos devem se tornar príncipes, e acaba fazendo exatamente o contrário, e foi isso o que aconteceu comigo. Nós começamos a sair e a nos falar todos os dias. Tudo era ótimo, e quando nos víamos eu sentia que havia finalmente encontrado alguém com quem dividir minha comida. Ele era carinhoso, gentil, agradável, e eu não sabia fazer nada além de reviver em minha mente cada segundo da noite anterior o dia todo.

Infelizmente quando engatamos no namoro toda a purpurina da situação virou cola glitter, e a aura colorida que nos rondava se transformou em uma espécie de cabana de tecidos que atrapalhavam minha passagem. Ele era muito chato, e como não me dava atenção, tornava tudo monótono. Enquanto eu planejava noites interessantes onde eu iria surpreendê-lo com brinquedinhos novos e muito amor, ele simplesmente decidia dormir e acordar no outro dia como se nada houvesse acontecido. Se eu falava em tomar sorvete, ele preferia jogar vídeo-game; se sugeria ir á praia no fim de semana, ele estava cansado; e se numa última tentativa o convidava para ir à minha casa assistir Netflix, ficava sem resposta até o “nossa, só vi agora” através do whats do outro dia.

É muito desgastante empurrar com a barriga algo que já acabou, mas continua ali. Por isso, desenvolvi um pequeno guia de sobrevivência que ajudará você a: 1 – não surtar; 2 – não perder a dignidade; e 3 – não cometer o mesmo erro duas, três ou até mesmo quatro vezes.

1 – Para não surtar, não se iluda (demais).
Sejamos francas, é bem difícil resistir à tentação de não virar a noite em claro decidindo a cor dos vestidos das madrinhas que farão parte do casamento de vocês. Você pode até se iludir imaginando lembrancinhas, uma lua de mel nas Bahamas, 2 filhos, uma porta de rico e uma mesa de jantar com 12 lugares, mas o que não pode é se iludir com a ideia de que se ele não trata bem nem mesmo à mãe, tratará você.

Amiga, se ele não lava nem mesmo o prato onde comeu por “estar cansado”, você acha mesmo que ele vai querer passear descalço na orla da praia após ter conquistado seu coração? Não, ele não vai.

Leia Mais: O príncipe virou sapo

Sim, é claro que assim como você ele precisa de espaço e tempo com os amigos, até porque namoro não é prisão e nem pagamento por pecados, mas é preciso cair na real sobre quando as coisas estão fugindo do controle. Se ele não quer te ver na segunda, nem na terça, na quarta tem futebol, quinta tem academia, sexta é dia de prova na faculdade, sábado tem churrascão da empresa, e domingo ele pretende ir à missa com a avó, significa que você está namorando sozinha, enquanto ele tem uma menina super inteligente e bonita para chamar de sua quando se sente só.

Por isso, caia na real. Não dê a primeira fileira do seu coração para quem não lhe dá nem mesmo resposta na mesma hora em que visualiza. Seja você a prioridade da sua vida, pois, se essa relação não der certo, tudo o que lhe restará é sua própria companhia. Pense sempre em você e no quanto está se doando nisso tudo. Você merece reciprocidade, nada menos que isso.

2 – Para não perder a dignidade, não perca o rumo do seu próprio coração.
Às vezes a gente se apaixona de uma maneira tão intensa e profunda por alguém que acaba por tornar essa pessoa o centro de nossos dias e pensamentos. Então, acabamos nos esquecendo de nós mesmas. Paramos de levar os estudos a sério para poder passar mais tempo junto com quem amamos; não vamos mais à nossa própria casa, para poder dormir e acordar todos os dias olhando para o rostinho angelical daquele ser tão lindo; diminuímos o ritmo no trabalho por estar com a cabeça sempre cheia de pensamentos, e na pior das hipóteses, passamos a faltar no emprego, tudo para passar mais horas juntos.

É muito bom estar com quem amamos, e é claro que isso traz uma sensação de segurança muito grande, mas nada pode estar acima do seu próprio coração, dos seus sonhos, sua carreira, família e tudo mais o que era importante antes da chegada dessa pessoa. É preciso lembrar que caso esse relacionamento não permaneça, o que ficará é o que sempre esteve lá, nada além disso.

Não coloque seu nome profissional em jogo por conta de alguns encontros rápidos, ou até mesmo pela constante visualização das redes sociais. Faça o possível para não atrapalhar seus estudos e deveres com a faculdade, cursinho ou qualquer outra forma de ensino com encontros, brigas, ligações, mensagens e até mesmo com a presença dessa pessoa em sua sala de aula.

Ah, e lembre sempre: se ele não quer estudar, mas você sonha em chegar até o doutorado, é preciso se certificar de que lá na frente, num futuro distante ou próximo, essa diferença não será motivo para um brusco rompimento. Não perca o caminho para o seu próprio coração e você sempre estará segura.

Leia Mais: Por que príncipes viram sapos

3 – Para não cometer os mesmos erros e acabar namorando muitos sapos, aprenda com as lições trazidas pelos sapões (em beleza e escrotice) que já passaram pela sua vida.
Minha avó dizia que “reviver o passado é sofrer duas vezes”, porém, vez ou outra é preciso sofrer novamente em memória para evitar o sofrimento em corpo. Se você namorou um boy que só lhe trouxe problemas, e agora está conhecendo outro rapaz que apresenta exatamente os mesmos comportamentos, POR FAVOR, PARE JÁ COM ISSO!

As pessoas não são iguais, porém, se seu ex-namorado gostava de falar que a ex dele era louca, e quando vocês terminaram você percebeu que o louco era ele, NÃO FIQUE COM OUTRO RAPAZ QUE CONSTANTEMENTE DIZ QUE A EX DELE ERA LOUCA!

Se você se envolveu com um rapaz emocionalmente mal resolvido e isso só lhe serviu de experiência, então, faça o possível para não se envolver com outra pessoa mal resolvida.

Toda situação que lhe causou feridas deve ser evitada a fim de não causar hemorragias em sua alma por conta do acúmulo de ferimentos causados por histórias semelhantes, e pelo curto espaço de tempo entre elas.

Você tem todo o direito a conhecer idiotas (o mundo está cheio deles), mas é preciso evita-los. Você é esperta, engraçada, bonita e tem todos os atributos necessários para conhecer um rapaz legal. Não feche seu coração para o amor, mas também não o entregue ao primeiro que aparecer pedindo uma chance. O que há de mais importante em você é você mesma, por isso, cuide-se.

Agora que você já tem 3 dicas básicas de sobrevivência, volte à sua vida. Se há um sapo nela, troque-o por um príncipe, e se há um príncipe, continue com ele. Se você se fechou após ter passado por um sapo, está na hora de voltar ao mar, sereia. Ariel conheceu o homem da vida dela enquanto estava nadando, e não enquanto olhava as ondas, sentada na areia. Você merece uma pessoa especial, e com certeza vai encontra-la, mas primeiro, é preciso sobreviver aos príncipes que na verdade são sapos.

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Raquel Gonçalves
Há quem diga que os olhos são a janela da alma, então, no meu caso, eles são uma janela bem grande e aberta. Amante das artes, do universo e das palavras, necessito de música para viver, dos astros e estrelas para pulsar e dos versos para existir. A publicidade me escolheu; por isso anuncio paz, promovo sorrisos e transmito intensidade. Sou colunista do Fãs da Psicanálise.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here