Bebês são presentes preciosos que abençoam os casais com felicidade. No entanto, a intimidade e o relacionamento do casal podem sofrer se lhes faltar amor e maturidade para aceitar as mudanças.

“Não parece tão difícil.” Muitos casais pensam isso quando nasce o bebê. No entanto, quando chega a hora de provar como é a vida depois de ter um filho, as pequenas mudanças começam a atrapalhar o fluxo anterior de seu relacionamento.

Para muitos casais, ter filhos significa consolidar seu amor e relacionamento. Para outros, pode ser um motivo para a separação se eles não conseguirem administrar as mudanças que a maternidade e a paternidade implicam para eles.

A primeira noite com o bebê em casa é mais do que suficiente para perceber que a paternidade será muito diferente. Depois de ter um bebê, o relacionamento do casal precisa contar com o esforço de ambos os lados.

A importância do apoio mútuo

Nos cenários mais difíceis, os bebês precisam ser alimentados a cada três horas ou menos, e eles acordam continuamente. As noites de sono ruim levam a algumas tensões que nunca existiram antes. Enquanto a mãe olha para o bebê, alguns pais se sentem evitados. É claro que, nos primeiros dias da vida de um bebê, o bebê é tão apegado à mãe que, às vezes, simplesmente não há espaço para outra pessoa. As responsabilidades como mãe absorvem a mulher e não há tempo para o parceiro.

Se o homem ajuda com as tarefas da casa, é uma grande ajuda para a sua parceira, assim ela pode dar o seu melhor como mãe. Algumas mulheres aprendem a atribuir tarefas enquanto outras aprendem a confiar.

Dando um passo adiante, se o homem ajudar o bebê, ele desenvolverá novas habilidades que beneficiarão a todos. As dificuldades de cuidar de um bebê podem ser mais fáceis se houver vontade dos pais em disponibilizar tempo e esforço.

A vida depois de ter um filho

Ao se tornarem pais, o relacionamento de um casal mudará à medida que o filho passar em cada estágio da vida. O casal cresce com o filho. Ser pai de um bebê não é o mesmo que ser pai de uma criança ou adolescente.

Desistir de alguns hábitos é necessário depois de ter um filho: se você gosta de sair para dançar nas noites de sexta-feira ou acampar nos fins de semana, terá que esperar até que seu filho fique mais velho. Não fique triste; seu filho vai crescer e esses dias virão.

Com disposição, pensamento rápido e criatividade, um casal pode integrar as grandes e inevitáveis mudanças que acompanham a chegada de uma criança. Seus planos agora envolvem outra pessoa que depende deles, do seu amor e apoio.

Mantendo a paixão

Os novos pais têm alguma chance de compararem-se com outros pais e se alimentarem das experiências dos outros. Embora compartilhar e rir de nós mesmos não seja uma coisa ruim, o relacionamento de um casal precisará dos esforços de ambos os parceiros para manter as chamas.

Leia Mais: Somos um casal (im)perfeito

Às vezes, a paixão parece fraca ou mesmo completamente escassa. Um pouco de paciência, criatividade e amor é a resposta para resolver esta pequena crise de quarto. O prazer traz intimidade, além de liberar o estresse da paternidade. Ao mesmo tempo, os casais podem recarregar com o calor e a ternura que vem de criar um bebê.

Crescendo com seus filhos

Ter um bebê enriquece um relacionamento. A conexão entre um casal cresce quando se enfrenta o dia a dia. Criar um filho é um trabalho de amor. É um trabalho árduo, mas pode ser muito gratificante para aqueles que estão prontos.

O primeiro bebê pode ser um pouco mais caótico do que a chegada do segundo ou do terceiro. É uma experiência nova que, mesmo que o casal tente se preparar, vai pegá-los desprevenidos.

Melhor reconhecer e aceitar do que fugir

Relacionamentos depois de ter um bebê podem ficar confusos. Temos que reconhecer e aceitar isso. Antes de fugir do relacionamento, temos que aceitar que as prioridades mudaram. É uma questão de amadurecer individualmente e em casal.

Ambos os parceiros sentirão falta dos dias românticos. Mas não se preocupe; tudo faz parte da mudança. As crianças crescem e, quando o fazem, os casais passam mais momentos juntos na vida. Enquanto isso, você tem que aproveitar todos os momentos que você puder obter juntos e criar espaço para eles também!

Ter filhos é uma maneira de se tornar mais forte como um casal. Os casais não deixam de ser um casal, nem nunca deixarão, se decidirem trabalhar juntos pela paternidade. Só que agora, em vez de ser um casal, eles se tornam uma família.

(Fonte Original: steptohealth)
*Texto traduzido e adaptado por Carolina Marucci, da equipe Fãs da Psicanálise.

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here