Se você quer ver o sol, você tem que resistir à tempestade.” Frank Lane

Acredite, eu sei como é receber a notícia de que se tem câncer e sei como é viver com o trauma que se segue, porque eu não sou apenas uma psicoterapeuta licenciada, eu fui tratada tanto de câncer de mama quanto de leucemia.

Eu sei como esse diagnóstico muda tudo. Eu sei como o mundo ao seu redor muda ainda que possa parecer o mesmo, mas de repente você se sente um estranho.

Você tem dificuldade em se levantar de manhã. Você tem dificuldade em conseguir dormir. Quando você finalmente consegue dormir, você é sacudido por pesadelos. Ou talvez você durma o tempo todo. Você não consegue comer ou não consegue parar de comer.

Você está bebendo demais. Você está fumando demais. Você está aterrorizado, exausto e não tem ideia de como vai passar as próximas horas, sem falar nos dias ou nas semanas seguintes.

Quando eu estava passando por quimioterapia para câncer de mama, eu li todos os livros sobre todos os sobreviventes do câncer que eu podia colocar em minhas mãos. Falei com meu oncologista e com outras mulheres que estavam passando pela mesma coisa, tentando encontrar o caminho para “passar pelo câncer corretamente”.

Eu me preocupava com o fato de que eu poderia fazer coisas erradas, até que um amigo disse: “Você sabe, todo mundo faz as coisas de maneira diferente. Apenas encontre o que funciona para você e faça isso”. Essas palavras mudaram tudo para mim.

Percebi que não havia “um caminho certo” para o câncer. Havia o jeito que funcionava melhor para mim.

Leia Mais: Como é ter câncer

Eu acredito que é o mesmo para você. Não importa o tipo de diagnóstico que você esteja enfrentando, cabe a você descobrir o que funciona.

Para superar esses primeiros dias difíceis, estou oferecendo algumas ideias e técnicas que funcionaram para mim. Espero que alguma funcione para você também.

Seja gentil consigo mesmo

Quando você passa por um período difícil, pode não ter tempo ou energia para manter sua rotina habitual de autocuidado. Então, por que não deixar as coisas grandes e começar a procurar por pequenas coisas que você pode fazer?

Se você não pode ir à academia, saia para uma caminhada de dez minutos no almoço. Se você não tiver tempo para preparar um jantar nutritivo, adicione uma salada ou um legume à sua refeição.

Em vez de tentar verificar as coisas da sua lista de tarefas, pense em maneiras de tornar a vida mais fácil para você. Se você não tiver tempo para fazer algo, contrate alguém ou peça ajuda.

Concentre-se no que é melhor para você e isso significa falar por si mesmo. Se você não tem tempo ou energia para fazer algo, diga “não” e não se sinta culpado por isso.

Encontre a alegria

Certifique-se de fazer algo que você ama todos os dias, mesmo que seja apenas por alguns minutos: sente-se na praia, olhe as estrelas, leia um livro, vá passear, assista a um vídeo ou programa de TV. Sorria quando puder e ria o mais rápido possível, porque o riso o conecta com o mundo de uma maneira que alivia a ansiedade e cura o coração.

Afirmar coragem, amor e segurança

O que você diz para si mesmo é importante. E quando você passa por um período difícil, uma conversa interna positiva pode fazer uma diferença real na maneira como você pensa e sente.

Quando eu estava lutando para encontrar até mesmo um pensamento positivo, achei realmente útil concentrar-me em afirmações poderosas. Então, se você se encontrar nas profundezas da negatividade, tente o seguinte processo para quebrar esse ciclo:

Afirmações de cura

Comece dizendo seu nome em voz alta. Em seguida, lembre-se de que você está seguro e protegido no momento. Deixe essa sensação penetrar até na barriga e nos ossos.

Depois de se sentir seguro, afirme:

“Eu tenho espírito, vontade e coragem para enfrentar qualquer desafio pela frente.”

“Eu posso lidar com qualquer coisa, um passo de cada vez.”

“Estou sempre cercado e protegido pela luz e pelo amor.”

“Eu falo comigo mesmo com gentileza amorosa. Eu me trato com gentileza amorosa. Eu me preocupo com bondade amorosa.”

“Estou sempre me movendo em uma direção positiva em direção a um futuro positivo.”

“Eu estou seguro.”

Termine prometendo que você sempre se valorizará e honrará seu belo espírito.

Afirme coragem, amor e segurança.

Nutra-se

Os especialistas recomendam comer bem e eliminar alimentos açucarados e processados, álcool e cafeína quando você está estressado. Mas talvez você esteja com problemas para comer alguma coisa. Ou talvez você esteja vivendo com sopa de macarrão e donuts de chocolate.

Por favor, dê um tempo.

Quando você está passando por uma experiência traumática, não é hora de seguir uma dieta rigorosa ou bater-se por não ter uma dieta balanceada. Em vez disso, concentre-se em fazer escolhas alimentares saudáveis quando puder e deixar o julgamento de lado quando você não puder.

Se você perceber que está tendo problemas para comer, escolha alimentos que você pode tolerar e desfrute de porções menores com mais frequência ao longo do dia. Se você está comendo demais, tente comer frutas e legumes primeiro. Comprometa-se a comer apenas quando estiver sentado. Concentre-se em comer mais devagar.

Mas se você já experimentou tudo o que pode imaginar e ainda está lutando com a comida, informe ao seu médico do que está acontecendo. Ele está lá para lhe dar apoio e ajuda em todos os aspectos do seu atendimento de saúde.

Descansar

Uma boa noite de sono é uma parte importante para curar seu corpo, mente e espírito, mas se você está lutando para dormir o suficiente, há uma série de coisas que você pode fazer. Tente ir para a cama uma hora mais cedo a cada noite.

O tempo extra na cama pode dar ao seu corpo algum descanso necessário. Quando estiver na cama, faça o possível para manter seu foco longe de seus problemas. Reviva memórias felizes ou imagine-se de férias em um lugar onde você pode relaxar. Se você não adormeceu depois de vinte minutos, levante-se e faça algo calmante. Escreva em seu diário, faça um jogo de palavras cruzadas ou beba uma xícara de chá de ervas.

Finalmente, se você não conseguir dormir o suficiente à noite, tire um cochilo durante o dia. Faça disso uma parte não negociável de sua programação diária. Se o tempo é um problema, tente agendar todas as suas atividades e responsabilidades antes do almoço, deixando a sua tarde para dormir ou descansar.

Procure suporte

É importante não passar por isso sozinho. Pedir ajuda é um sinal de força e coragem, não de fraqueza.

Quando as coisas ficarem difíceis, chame um amigo ou um membro da família e peça apoio e ajuda. Se você está completamente sobrecarregado e não sabe para onde se virar, considere obter ajuda profissional. Conversar com um provedor de saúde mental pode lhe dar uma nova visão, esperança e paz.

Finalmente, você também pode considerar trabalhar com um grupo de suporte. Há um grande poder em saber que você não é o único que sofre esse tipo de desafio. Há pessoas que estão no mesmo barco e sabem exatamente como você se sente. Eles podem oferecer conforto e conselhos.

Dar

Dar é outra maneira poderosa de se conectar com as pessoas ao seu redor. Lembre dos presentes que você ainda tem e que você não é o único que passa por um momento difícil.

Existem muitas maneiras de dar uma mão. Ofereça-se para levar um vizinho a uma consulta médica. Caminhe com os cães do abrigo local de animais. Envie um cartão ou texto para um amigo para ajudá-lo ao longo do dia.

Se você deseja fazer um compromisso de longo prazo, seja voluntário em sua biblioteca local, banco de alimentos ou centro de idosos.

E se você acha que não tem energia, tempo ou dinheiro para dar, faça um elogio. Compartilhe um sorriso ou uma palavra gentil. Você nunca sabe como esse pequeno presente pode mudar uma vida.

Dê-se um abraço de cura

Abraçar é uma maneira de se dar conforto e paz no meio de qualquer tempestade. O abraço é uma maneira poderosa de trazer tranquilidade ao corpo e ao espírito.

Combino as duas técnicas no que chamo de um abraço de cura e recomendo enfaticamente pois o medo e o pânico podem ser uma parte desses dias difíceis.

Comece cruzando os braços sobre o peito. Existem dois pontos de acupressão importantes localizados no tecido mole, logo abaixo da clavícula, chamados de pontos de “deixar ir”.

As chances são de que, ao cruzar os braços, as pontas dos dedos parem sobre os pontos de “deixar ir”. Tire um momento e sinta ao redor até encontrar os pontos, cerca de dois centímetros acima do vinco da axila e uma polegada para dentro.

Depois de encontrar os pontos, puxe os braços ao seu redor em um abraço reconfortante e gentilmente massageie suavemente os pontos de “deixar ir” com a ponta dos dedos. Continue a respirar, notando a cada expiração como a tensão e o medo fluem pela coluna e para fora do corpo.

Não importa o quão difícil ou assustador seja o seu diagnóstico, tratar-se com amor e gentileza facilitará a jornada através daqueles primeiros dias difíceis, e dará a você uma vantagem inicial ao desfrutar da luz do sol.

Fonte Original: https://tinybuddha.com/

Texto traduzido e adaptado por Carolina Marucci da equipe Fãs da Psicanálise.

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here